Quarta-feira, 25 de Abril de 2007

Agenda naturista


CALENDÁRIO DO C.N.C. (CLUBE NATURISTA DO CENTRO  )




Para além das iniciativas a seguir indicadas, o CNC marcará presença constante em todas as iniciativas federativas no âmbito da PISCINA NATURISTA e do SPA NATURISTA que poderão consultar no início deste Calendário. Durante a sua realização, o CNC assegurará um “Secretariado de Apoio aos Sócios e naturistas em geral”.

 

Abril

Dias 28 e 29 (com extensão a 30 de Abril e 1 de Maio para os interessados) – Encontro da Primavera – Parque de Campismo da Quinta dos Carriços – Salema – Algarve;

 

Maio

Dia 20 – 11:00 horas - Encontro de Praia em conjunto com a J.P.N. – Praia do Meco (Rio de Prata) – Jantar de Confraternização;

 

Junho/Julho

Dia 30 de Junho e 1 de Julho – Encontro de Verão – Parque de Campismo Naturista da Quinta das Oliveiras – Andorinha – Oliveira do Hospital;

 

Dia 21 de Julho – 11:00 horas - Participação no Encontro de Praia do Norte da FPN/JPN– Praia da Estela/Rio Alto – Póvoa de Varzim;

 

Agosto

Dia 18 – Encontro na Praia da Adiça (naturismo tolerado) – Fonte da Telha;

 

Setembro

Dia 8 – Encontro na Praia da Comporta (naturismo tolerado) – Península de Tróia;

 

Outubro

Dias 5, 6 e 7 – Encontro do Outono – Monte Naturista “O Barão” – Abela – Santiago do Cacém.

 

http://cnconline.com.sapo.pt/




 


 


Praias de frequência naturista no norte

Mais informação em (http://naturismonortenho.no.sapo.pt/index.htm)

LISTA DE PRAIAS (Experiência própria e relatos)

Praia de Moledo

É a praia mais a norte do país, em Caminha. Ocasionalmente encontram-se naturistas nas zonas em que o areal é mais extenso (a sul) e afastados das passadeiras florestais que dão acesso à praia.
Apesar de a zona da foz do rio Minho ser propícia em termos físicos à frequência naturista, foram relatados problemas não com outros banhistas mas com a Guarda Marítima. Evite assim a zona fluvial e as dunas de separação da foz do rio.

Praia de Afife

A zona mais propícia à prática naturista situa-se a norte, após o último posto de salva-vidas. Porém, esta zona é frequentada por pescadores e o declive do areal torna-a perigosa para a permanência de banhistas. Além disto tem bastantes algas e rochas no areal tornando a permanência complicada.
A zona onde é frequente encontrar naturistas situa-se a sul, na já chamada Praia do Bico, zona esta frequentada predominantemente por surfistas. É de notar que desde a construção de uma passadeira em madeira nas dunas, passaram a existir menos áreas de difícil acesso pelo que, a pratica naturista na zona diminuiu em relação a tempos anteriores.

Praia de Esposende

A norte da praia principal. É possível estacionar o carro no limite mais a norte da praia através de fácil acesso pela EN13. Os local priveligiado para a prática naturista fica sensivelmente a 1Km a norte da entrada pela passadeira para a praia. Frequência têxtil muito elevada ao fim de semana.

Praia de Ofir

Oferece excelentes condições para a prática naturista. Durante a semana é possível encontrar naturistas logo após o paredão (a norte da entrada principal). Aos fins de semana, dada a elevada frequência de banhistas, os naturistas encontram-se muito mais a norte, o mais possível na proximidade do rio. Neste local é frequente encontrar naturistas à beira mar (e não escondidos nas dunas), banhando-se e passeando pela água. Normalmente, os têxteis que passam em passeio são em número reduzido e tolerantes face a nudez dos outros.

Praia de Estela


No lado sul da entrada principal (que fica situada em frente ao Campo de Golf). Existe um parque de campismo têxtil. É das praias da região norte onde é possível encontrar (mesmo ao fim de semana) mulheres em "topfree", inclusivé muito próximas da entrada principal da praia.
Propícia para a permanência nas dunas ou no próprio areal se suficientemente afastado (a sul) da entrada principal.

Praia do Cabedelo

Na foz do rio Douro. O areal é muito extenso e existe um grande vão entre o mar e o rio que permite a elevada frequência naturista. No entanto, não é normal encontrar mais que 2 a 3 naturistas no local. A zona marítima é bastante bonita mas existe no vão entre o mar e o rio uma zona de queima de lixos que compromete seriamente o interesse nessa zona.

Praia da Miramar

Apesar dos recentes passeios em madeira, ainda é possível encontrar uma frequência superior às restantes praias de Vila Nova de Gaia de mulheres em "topfree". Não é muito aconselhada para o naturismo uma vez que é frequentada por um grande número de pessoas. Mesmo assim, encontram-se pessoas despidas nas dunas (o que é bastante desaconselhável uma vez que são dunas delimitadas e supostamente não para serem pisadas).

Praia de Espinho

Em frente ao hotel Solverde e mais a sul, entre o hotel e a praia da Granja. Apesar da zona naturista ser mais ou menos conhecida na região, a zona tem-se tornado principalmente à semana em local de encontro para gays. Ao fim de semana é possível a convivência entre naturistas e o engate gay é mais discreto mas, durante a semana, o mais natural para qualquer homem é ser assobiado mesmo vestido dos pés à cabeça.

Praia do Furadouro

A norte, após os barracões de pescadores. É normal encontrar, à semana, pelo menos 1 ou 2 naturistas. Normalmente o ambiente é bastante descontraído permitindo o acesso à água sem grandes alaridos - outros banhistas em passeio normalmente não se incomodam com a presença de naturistas apesar de, ter observado uma tendência para pessoas virarem as costas e voltarem para trás ao constatar a presença de um naturista à frente.
A sul a praia é muito frequentada por surfistas e pescadores. No entanto, tem zonas óptimas para a prática naturista e é frequente encontrar naturistas suficientemente afastados do parque de estacionamento.

 

 

tirado de : http://naturismonortenho.no.sapo.pt/index.htm

 



 


 

Actividades com participação da JPN

 

Informação retirada de : http://www.jpn.fpn.pt/

Fim-de-semana na Terramada
6,7 e 8-Abr-2007

30º Aniversário da FPN
24-Mar-2007

Mini Maratona de Lisboa
18-Mar-2007

Passeio Ecológico
Serra de Sintra - 24-Fev-2007

Revista do ano 2006
JPN

Jantar JPN
Lisboa - 25-Nov-2006

Limpeza de praia e encontro
Barril (Ilha de Tavira) - 2-Set-2006

Encontro Nacional de Jovens Naturistas
Monte Naturista o Barão - 12 a 15-Ago-2006

Acampamento Mundial de Jovens Naturistas
Almanat - Espanha - 29-Jul a 2-Ago-2006

3º Encontro de Praia JPN
Belavista - 23-Jul-2006

Participação da JPN no Curto-Circuito da Sic Radical
12-Jul-2006

2º Encontro de Praia JPN
Salto - 25-Jun-2006

1º Encontro de Praia JPN
Meco - 21-Mai-2006

Participação da JPN na sessão Naturista do SPA VillaRica
Lisboa - 28-Jan-2006

Participação da JPN no almoço de Natal 2005 da FPN
Lisboa - 11-Dez-2005

 

Mais informações em: http://www.jpn.fpn.pt/








publicado por . às 16:28
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Abril de 2007

noticias nudismo




Novidades da Federação Portuguesa de Naturismo

 

A    Federação Portuguesa de Naturismo fez recentemente 30 anos. Além de inaugurada a nova sede foi também inaugurada a sua nova página na internet.

 

Visite a nova página em: http://www.fpn.pt

Em Portugal as Associações e Clubes mais activos são:
Federação Portuguesa de Naturismo - http://www.fpn.pt
Clube Naturista do Algarve - http://cna.fpn.pt
Clube Naturista do Centro - http://cnc.fpn.pt
Jovens Pelo Naturismo - http://jpn.fpn.pt

 

 




Federação portuguesa de Naturismo envia seu novo INFO.FED

 

A FPN (Federação Portuguesa de Naturismo) está disponibilizando para download a nova edição de seu Informativo oficial (INFO.FED), o de número 7.  Neste exemplar são destacados o almoço de aniversário da FPN e a inauguração da nova sede. Assim como informações sobre a piscina que funciona para naturismo uma vez por semana e sobre as atividades do Jovens Naturistas Portugueses. É só clicar na figura ao lado para fazer o download em arquivo pdf (total de 400 kb).





(http://www.jornalolhonu.com/)













Spencer Tunick desnudará milhares na cidade do México

 

México, 21 mar (EFE).- O fotógrafo norte-americano Spencer Tunick desnudará, pela primeira vez no México, milhares de habitantes da capital do país para fazer uma de suas famosas fotos massivas, em 28 ou 29 de abril, informou na ocasião o artista.

 

Tunick apresentou em conferência à imprensa a página na Internet na qual os modelos voluntários poderão se inscrever para participar neste projeto, que também se realizou na Argentina, Brasil, Chile, Espanha, França, Canadá e Austrália, entre outros países.

 

O fotógrafo disse que faz três anos planejava realizar sua multitudinária instalação artística no México e por fim conseguiu todos as permissões necessárias para realizar sua obra coletiva.

 

Leia o restante desta matéria clicando em:

http://mx.news.yahoo.com/s/21032007/38/noticias-entretenimiento-spencer-tunick-desnudar-miles-habitantes-ciudad-m-xico.html

 













































O NOVO FORUM DO BLOG http://www.queroumforum.com/nudis_lc/


publicado por . às 13:05
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

nudismo para todos





Livre de vestuário e de preconceitos,
redescubra o conforto e o prazer de viver nu…

Introdução ao Naturismo
O Naturismo é uma forma de viver em harmonia com a Natureza caracterizada pela prática da nudez colectiva, com o propósito de favorecer a auto-estima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.
Tal como é mencionado nesta definição da Federação Naturista Internacional, o Naturismo consiste na prática da nudez num meio social e procura o bem estar resultante da partilha do nosso corpo com os elementos naturais. Afinal, se pensarmos bem, que mais natural e agradável poderá existir que o prazer da liberdade corporal no contacto integral com a água, o ar e na exposição solar.
Infelizmente, na nossa sociedade moderna, a nudez teima em aparecer fundamental e intimamente ligada ao erotismo, sobre sexualizada, sendo o corpo apresentado como um mero objecto de prazer, ou então, explorada até à exaustão, pela publicidade, numa perspectiva de “perfeição” física, ao serviço da moda e do lucro, ou de outro modo, condenada pelo costume sociocultural e religioso de uma pseudo-moral que exige a “clandestinidade” de determinadas zonas do nosso corpo, julgadas “sujas e pecaminosas”. Afinal de contas, duas faces da mesma moeda - a da falta de respeito pela nossa essência e pela unidade e dignidade de todo o nosso corpo.
Abolidos estes preconceitos e tabus verificamos que a prática naturista promove uma maior alegria de viver e uma harmonia psíquica e física que favorece a auto-estima, a calma e o relaxe físico e emocional.
Bastará viver uma experiência naturista uma vez, para compreender e sentir o alcance salutar desta prática. Se bem que a nudez seja o aspecto mais saliente e polémico da prática naturista, o seu universo de influência é muito mais alargado e, a sua percepção irá aumentando à medida que nos inserimos mais nesse estilo de vida.

Um movimento livre e natural
Redescobrir o prazer de viver em harmonia com a natureza, dando ao nosso corpo e à sua componente sensorial o seu justo lugar no contexto na nossa vida, longe de clichés e fantasmas, é um dos objectivos da prática naturista.
A nudez é parte de um todo, de uma vida mais natural, onde a tolerância, o respeito pelos outros e o meio ambiente ocupam um lugar de destaque. O Naturismo distingue-se de outros movimentos eco-ambientalistas, porque igualmente nos colocamos nus uns com os outros, e assim convivemos de forma natural e integral, nada nos dividindo ou separando da verdadeira natureza humana. A nudez é, para nós, um direito humano universal, elementar e fundamental, já que é nesse estado que nascemos e nele somos livres e iguais. De contrário, o uso de vestuário é que deve ser entendido como um direito à diferença que, ali�s, respeitamos.

Assim, “ Dignificar a Nudez ”, surge como um dos grandes objectivos do movimento naturista.

Uma nudez colectiva e familiar
Para os naturistas, a nudez vive-se colectivamente: homens, mulheres, adultos, jovens, crianças ou idosos, não importando a raça, a forma, etc. A vivência comum e inter-geracional facilita a compreensão e a aceitação das diferenças e da evolução natural da vida, favorecendo a harmonia e a auto-estima, libertando todos, de complexos e/ou obsessões relacionadas com o corpo. Afinal de contas “todos somos diferentes e, ao mesmo tempo, todos somos iguais”.

Uma nudez saudável
A nudez naturista é isenta de manifestações comportamentais erotizadas e sexualmente orientados. Os naturistas, tal como todas as pessoas, sabem apreciar a beleza e entendem a sensualidade como manifestação inata, logo natural, mas a sua postura não está isenta de “pudor”, isto é, rejeita as atitudes orientadas pelo voyeur-exibicionismo e especialmente orientadas para a intencionalidade sexual.

A nudez naturista destina-se, sim, a favorecer a autoconfiança e a naturalidade dos nossos corpos, já que a sexualidade, presente em todo o género humano, se exprime, naturalmente, de forma íntima e não de forma colectiva.

Uma nudez natural
Todos nascemos nus, tal como todos os outros animais. Na ânsia de sermos diferentes e de afirmarmos um poder e inteligência superiores, “escolhemos” reprimir parte(s) do nosso corpo, em particular os órgãos sexuais e reprodutores, procurando esconder os “mistérios” da reprodução e separando artificialmente o físico do psíquico, renegando a nossa natureza. Os naturistas têm consciência da sua verdade física. É, afinal, na nudez que reside uma parte vital da nossa verdadeira essência.

Uma nudez junto da natureza
A nudez naturista procura reconciliar o género humano com a Natureza. É no seu seio que ela pode readquirir os favores de uma relação mais íntima e sensorial, aproveitando uma relação integral com todos os seus elementos, em particular com o ar livre e a água, sem esquecer a terra e o próprio fogo representado pela luz solar. Todos estes elementos são indispensáveis à Vida. Os naturistas procuram desfrutá-los de forma completa, preferindo, assim, um meio ambiente natural para o seu estilo de vida.

Uma nudez fonte de liberdade
A nudez naturista proporciona um sentimento de liberdade ímpar e irresistível. Liberta-nos não só fisicamente dos espartilhos físicos que a roupa impõe, como dos resultantes da diferenciação sócio-económica e cultural que ela igualmente representa, e liberta-nos, sobretudo, da repressão puritanista que nos impede de fruir a euforia de liberdade psíquica, com consequências positivas para a nossa saúde mental e emocional. Só um corpo nu e uma mente liberta de falsos pudores e de uma “moral” hipócrita e dualista, imposta e nunca explicada, pode avaliar o prazer da liberdade em plenitude.

Uma nudez integrada num movimento UNIVERSAL e humanista
Os valores naturistas são orientados para toda a comunidade. De facto o naturismo destina-se a todos e a cada um de nós. Particularmente às família e aos mais jovens, ajudando-os a crescerem na compreensão da vida e da naturalidade dos seus corpos. Mostra-lhes a realidade física humana que se encontra longe dos parâmetros de “perfeição” impostos pelos “modelos ideais”, obstando, assim, ao desenvolvimento de complexos e obsessões próprios de um crescimento num meio não naturista.
Dirige-se à sociedade em geral, porque favorece a convivialidade sem as restrições orientadas pelas diferenças resultantes do uso do vestuário, que “evoluiu” para acentuar condicionantes sócio económicas e, ainda, porque promove o respeito mútuo, a dignidade e a igualdade dos géneros masculino e feminino, num quadro alargado de tolerância, em que todas as diferenças são respeitadas, sem que isso signifique ausência de valores e de posturas ética e socialmente exigíveis.
É hoje notória a diferenciação geracional existente no meio naturista. O seu movimento leva já várias décadas desde a sua génese e, por isso, nos centros naturistas encontramos pessoas desde o nascimento até aos de idade avançada, que convivem alegremente, aceitando-se mutuamente e compreendendo aquilo que a vida vai escrevendo no corpo, mantendo, apesar disso, sempre o gosto de viver nu. De facto, os naturistas não se “mostram” nus. Eles vivem nus, sem que isso signifique que exijam viver numa sociedade nua. Apenas sugerem que a sua prática é mais salutar e adaptada à natureza humana. Os naturistas não renegam o vestuário num quadro de preservação do bem-estar, em condições climatéricas desfavoráveis, ou por razões de higiene colectiva. Defendem a nudez sempre e quando as condições são propícias à sua utilização no plano dos valores que indicámos e que estamos certos de serem um veículo para uma elevada formação psico-social.

Ouse experimentar o Naturismo e verá que não se arrepende!
Associando-se a nós, sentir-se-á muito mais confiante!



http://www.fpn.pt/apresentacao/descubra.php





























publicado por . às 14:00
link do post | comentar | favorito
|

O meu título conteúdo da página


.pesquisar

 

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Para aproveitar o verão a...

. Fotos retrata atletas sem...

. Naturistas promovem surfe...

. Cantora Bárbara Eugênia t...

. Vizinhos e Pelados: nudis...

. Naturistas pedem mais pra...

. Festival de pintura corpo...

. Escritor Mark Haskell Smi...

. Ativistas protestam nus c...

. Pessoas desfilam nuas em ...

.links

.participar

. participe neste blog

.arquivos

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Março 2015

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. actualidade

. blogs

. desnude

. foto

. fotos

. imagens

. interesse

. lazer

. naked

. natureza

. naturismo

. noticias

. novidades

. nu

. nudismo

. nudist

. portugal

. praia

. vida

. video

. todas as tags

.últ. comentários

Sempre vejo esse do documentário,mas faltou passar...
Que máximo ter vizinhos nudistas
Super
Respeitamos outras culturas mas não queremos respe...
conheci um naturista mas naõ fala sobre comigo fiq...
blogs SAPO

.subscrever feeds